cultivando aquilo que há de bom

segunda-feira, dezembro 12, 2016

        

             




        Com um tempo a gente passa a ir se acostumando a ir dormir sem o beijo de despedida ou aquela mensagem desejando boa noite. E aquele desejo enorme de ver a pessoa vai diminuindo por conta das brigas e discussões que tem quando se encontram. Parece que a pessoa não é mais a mesma de antes, ou será que foi o sentimento que acabou? 

    E surgem então as dificuldades, vc começa a perceber que aquele ciúme não é mais fofo ou bonitinho como aparentava ser, e que vocês não tem nada a ver um com o outro. Mais onde foi parar todo aquele amor que sentiam?E a vontade de viver pra sempre ao lado da pessoa?



    A questão é que no começo dos relacionamentos sempre nos doamos, nos entregamos de corpo e alma para fazer o outro feliz,  e quando finalmente conquistamos o coração da outra pessoa, é onde começamos a achar que não é mais necessário investir no relacionamento, dedicar tempo para conhecer e cuidar da outra pessoa, achamos que não é mais necessário conversar todos os dias, afinal o amor num é um sentimento capaz de sobreviver a tudo inclusive a distância é o tempo?

    E é onde muitos relacionamentos não dão certo, acho que o amor é como aquela planta que temos em nossas casas, que todos os dias precisa de cuidados, ser regada, e que aquelas folhinhas que não estão boas precisam ser podadas para que um dia essa pequena planta se torne uma grande árvore, com raízes profundas, capaz de sobreviver a grandes tempestades.



You Might Also Like

0 comentários

a

"Os textos aqui postados são de autoria da blogueira, ao compartilhar ou copiar trechos de publicações, deve-se dar os créditos a quem escreveu ou citar o site de onde o conteúdo foi retirado".